sábado, 22 de dezembro de 2012

Apartamento de 2 dormitórios para alugar em Balneário Camboriú

Apartamento para aluguel anual : 

Semi-mobiliado. : pia e bancada americana da cozinha, banheiros completos, quarto de solteiro com cama de solteiro e roupeiro. R$ 1200,00 + condomínio (em torno de R$ 200,00) + luz , lixo, gás.
Endereço: Rua Uruguai Bairro das Nações Balneário Camboriú - SC
Edifício com:
Elevador 
Fachada com revestimento em pastilhas 
Garagem privativa 
Central de gás Medidor individual de água, luz e gás
 Portões de garagem eletrônicos
 Porteiro eletrônico 
4 apartamentos por andar 

Apartamento composto de:
 1 suíte + 1dormitório 
Sala 
Sacada integrada com sala
 Churrasqueira
 Cozinha 
Área de serviço
 Banheiro social
 Espera para TV
 Tubulação para água quente 
Garagem privativa 

Agendar horário para visitas através do telefone 47 3361 7707 / 8888 7404 




















Feliz Natal!


segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Caixa vai financiar imposto e despesas de cartório de quem comprar imóvel












Do UOL, em São Paulo
A Caixa Econômica Federal passou a financiar despesas de cartório e impostos cobrados de consumidores que compram imóveis. O benefício vale para quem pedir crédito imobiliário no banco.

Assim, um consumidor que comprou um imóvel de R$ 500 mil, por exemplo, e obteve um crédito de R$ 300 mil na Caixa poderá incluir R$ 12 mil no valor total financiado, referente às despesas extras.
Entre os gastos que podem ser financiados estão taxas de registro, escritura e o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Para serem incluídos no contrato, esses gastos não poderão exceder 4% do valor total financiado.
Os valores das taxas de cartório e do ITBI não são fixos: variam de acordo com a localidade do imóvel. Para ter acesso ao crédito imobiliário, os clientes devem procurar uma das agências do banco.
Até a primeira semana de dezembro, a Caixa já emprestou R$ 93,7 bilhões para compra de imóveis em todo o país. O volume supera em 33,1% o valor contratado até o mesmo período de 2011.

Banco do Brasil tem serviço semelhante

O Banco do Brasil já financia as despesas decorrentes da compra do imóvel, sem necessidade de comprovação. 
Somadas ao valor do financiamento do imóvel, essas despesas não podem ultrapassar o percentual máximo do valor do imóvel e do limite do financiamento para a modalidade, segundo informações divulgadas no próprio site da instituição
Para registro em cartório, o limite é de R$ 2.500; para ITBI, máximo de R$ 10 mil; para tarifa de avaliação de garantia, até R$ 400; para tarifa de avaliação jurídica, R$ 450; e emissão de certidões cartorárias, R$ 300.
O Itaú Unibanco também oferece essa possibilidade. Os clientes do banco podem financiar as despesas cartoriais e de ITBI até o limite de 5% do valor do imóvel.
O banco Bradesco informou, por meio de atendimento telefônico ao consumidor, que esse tipo de benefício não é oferecido normalmente, mas que os clientes podem negociar caso a caso nas agências.
1 - No estande de vendas, tudo parece perfeito: o vendedor é simpático, sua renda parece atender aos requisitos de compra e o apartamento é lindamente decorado por um arquiteto renomado. Antes de fechar negócio, no entanto, é preciso atentar a alguns detalhes. A seguir, os especialistas em direito imobiliário Marcelo Tapai, Leandro Pacífico (ABMH) e João Bosco Brito (AMSPA) dizem o que os maus corretores de imóveis nem sempre contam para o consumidor 
 A OBRA PODE ATRASAR
Apesar de muitas incorporadoras usarem o prazo de entrega como chamariz, nem sempre ele é cumprido. Assim, não se deixe levar por placas com frases do tipo "Mude em dois anos" ou "Mude em abril de 2012". Faça uma pesquisa prévia sobre a construtora nos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, para saber se ela costuma atrasar a entrega
A EMPRESA DEVE PAGAR MULTA PELO ATRASO
Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado em 2011 pelo Ministério Público de SP e pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo) prevê que, se o atraso for superior a 180 dias, a construtora terá de pagar multa equivalente a 2% do valor até então desembolsado pelo consumidor, além de 0,5% ao mês. A supervisora da área de habitação do Procon-SP, Renata Reis, diz que o ideal, no entanto, é que essa previsão seja colocada no contrato 
PAGAR PELAS CHAVES NÃO SIGNIFICA RECEBÊ-LAS
O vendedor geralmente apresenta, ao potencial comprador, uma planilha detalhando os custos do imóvel: entrada, parcelas mensais, anuais e das chaves. Pagar pelas chaves, no entanto, não significa necessariamente que você as terá nas mãos. O pagamento da parcela está, na verdade, vinculado ao prazo previsto de entrega -se houver atraso, o que é muito comum, vão cobrar naquela data do mesmo jeito Getty Images
 O SALDO DEVEDOR VAI AUMENTAR
O vendedor sempre alerta o comprador sobre o fato de que as parcelas terão "uma pequena correção", calculada com base na variação do INCC (Índice Nacional da Construção Civil). O que ele não diz é que o saldo devedor também será corrigido mensalmente. Uma correção de 0,42% (INCC de fevereiro) sobre uma parcela de R$ 1.500 pode não pesar no bolso (R$ 6,30); mas, sobre um saldo devedor de R$ 300 mil, por exemplo, dá R$ 1.260 
A VAGA DA GARAGEM PODE SER RUIM
Não basta apenas conferir o apartamento decorado e ser informado sobre as facilidades da área de lazer. A vaga de garagem está embutida no preço do imóvel. Por isso é importante saber onde exatamente ela está localizada, se é muito apertada, se o carro poderá ficar fechado pelo veículo de outro morador, se ela é vinculada ao apartamento e se é numerada ou livre 
 A REGIÃO PODE SER BARULHENTA
No estande de vendas, tudo parece perfeito: o apartamento é decorado por um profissional renomado, as facilidades de pagamento são inúmeras e eles servem até petiscos de um restaurante famoso. No dia a dia, no entanto, as coisas podem não ser tão boas assim. O Procon-SP orienta que, antes de comprar o imóvel, o consumidor procure conhecer as condições da vizinhança de dia e de noite -verificando barulho, trânsito ou existência de feira-livre 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Crianças em férias, o que fazer com os pequenos?

Nesta época do ano , as crianças entram em ferias e os pais ficam desorientados. O que fazer? Para quem trabalha fora, a melhor opção é a colônia de ferias, que algumas escolas, publicas e particulares dispõem. Não é viável pra você? Então temos algumas sugestões:
Passeio no parque ecológico da cidade
Piquenique
Confeccionar uma pipa
Tour rural
Frescobol
Atividades manuais, como pintar um quadro
Festinha a fantasia em casa com alguns amigos
Para os menores, a bolinha de sabão funciona como bom entretenimento .
















Avenida Brasil , Balneário Camboriú

Cenas deste sábado







Recent Posts

www.fredericaimoveis.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...